Quando a tirania das minorias ameaça a verdade e a liberdade

O mundo deu um giro. Ficou de pernas para o ar… mas a cruz permanece de pé. Sinal de esperança para o nosso mundo engelhado no terrorismo das ideologias extremistas e que traz consigo uma promessa: “as portas do inferno jamais prevalecerão”.

Hannah Arendt, tão atual como os totalitarismos entre outros ismos

Hannah Arendt (1906-1975+) foi uma das maiores críticas dos regimes totalitários do Séc. XX, da generalizada falta de liberdade, inclusive religiosa, revelando-se fortemente contrária à privatização das religiões. Está provavelmente entre os filósofos políticos mais estudados do século passado.[1] As suas temáticas parecem de carácter conservador e tradicional para os dias de hoje, embora outrora... Continue Reading →

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑